Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Leituras

divulgação de livros; comentário de obras lidas; opiniões; literatura portuguesa; literatura estrangeira

Leituras

divulgação de livros; comentário de obras lidas; opiniões; literatura portuguesa; literatura estrangeira

Laurent Gaudé, A última viagem, Sextante Editora, 2013, 136 páginas.

 

É, na realidade, uma narrativa épica. Um livro que nos deixa sem fôlego. O autor consegue levar-nos até ao passado, dar-nos a força do combate na energia dos guerreiros e conquistadores. É um mundo de guerra e de crueldade, um mundo de lutas e conquistas, um mundo masculino, mas onde se destaca a firmeza de uma mulher, também ela imortalizada.

Um livro que fala de lealdade, de afectos, mas também de lutas pelo poder, da ambição que torna inimigos os que pouco antes eram companheiros de armas. Transporta-nos a um outro mundo, a uma realidade mítica, à consagração e divinização de um herói lendário. A realidade e o mito misturam-se, num convívio natural entre dois mundos, o dos vivos e o dos mortos que se imortalizaram. O grande conquistador, Alexandre o Grande, passa, assim, da história para a lenda.

Lê-se na contracapa o comentário: "Convocando uma parte mística e uma parte fantástica, Gaudé assina um romance polifónico, digno das mais profundas mitologias."