Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Leituras

divulgação de livros; comentário de obras lidas; opiniões; literatura portuguesa; literatura estrangeira

Leituras

divulgação de livros; comentário de obras lidas; opiniões; literatura portuguesa; literatura estrangeira

 

Giorgio Bassani, Os Óculos de Ouro, Quetzal, 2011, 126 páginas.

 

Uma imagem da sociedade de Ferrara, Itália, nos anos 30 do século XX, uma sociedade burguesa, onde o fascismo dominava.

A apresentação dessa sociedade é feita pelo narrador, um jovem universitário que, juntamente com outros colegas, vive experiências de viagens entre a sua terra e a universidade de Bolonha onde estudam. A personagem central será o homem dos óculos de aro dourado, o médico Fadigati, otorrinolaringologista, um ser pouco sociável, de quem pouco se sabe na cidade, mas do qual muito se murmura e de quem o narrador se torna amigo.

Aqui se relatam os preconceitos de uma sociedade fechada, que não aceitava a diferença, indiferente aos afectos e ao respeito pelo outro.

 

“ Não há nada como a honesta pretensão de manter distinto na sua vida o que é público do que é privado, para excitar o interesse indiscreto das pequenas sociedades honradas. “

 

Um romance sobre afectos, sobre a solidão dos incompreendidos, sobre interesses políticos, sobre a hipocrisia social.

 

Giorgio Bassani (1916-2000) foi um poeta e romancista italiano que soube, nas sua obras, fazer uma análise lírica mas ao mesmo tempo amarga da burguesia judaica italiana. 

Esta obra, Os Óculos de Ouro, foi publicada em Milão em 1970.