Quinta-feira, 8 de Março de 2012

SAFO

"A minha riqueza, a que já possuía acrescida à que meu marido me deixou, permite-me sustentar vida de luxo. Retomo a minha oficina de cópia de livros, infundo-lhe dinamismo e acrescento a biblioteca particular.

Pretendo levar vida recatada, mas não tarda veja a casa invadida por um grupo de mães acompanhadas das filhas.

Primeiro foram só duas, Dórida e Lísis.

— Querida Safo — diz Lísis —, importas-te de ensinar às nossas filhas a música e a dança? Não tarda virem aí as festas de Afrodita..."


Fernando Campos, A Rocha Branca, Alfaguara, 2011 (uma biografia romanceada de Safo)

publicado por isa às 14:29
link do post | comentar | favorito
|

.mais sobre mim

.pesquisar

 

.Julho 2017

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30
31

.posts recentes

. O vendedor de passados

. BARROCO TROPICAL

. A Amiga Genial

. Se Eu Fosse Chão

. O Lugar Supraceleste

. Horizonte

. Prosas Desfocadas

. Mal Nascer

. A Desumanização

. Retrato de Rapaz

.arquivos

. Julho 2017

. Junho 2017

. Outubro 2016

. Novembro 2015

. Outubro 2014

. Setembro 2014

. Julho 2014

. Maio 2014

. Março 2014

. Outubro 2013

. Julho 2013

. Março 2013

. Janeiro 2013

. Novembro 2012

. Outubro 2012

. Setembro 2012

. Junho 2012

. Abril 2012

. Março 2012

. Fevereiro 2012

. Janeiro 2012

. Dezembro 2011

. Novembro 2011

. Outubro 2011

.tags

. todas as tags

.contador de visitas

blogs SAPO

.subscrever feeds